Praça Ciríaco Ramalhete De Oliveira, 11 Centro - Guarapari - ES
(27) 3262 8380 [email protected]

JUSTIÇA ELEITORAL DO ES PROMOVE FÓRUM INTERNACIONAL DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

22 / 10 / 2020


O Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES), em sintonia com as mudanças promovidas pela utilização das novas tecnologias no processo eleitoral, promove, nos dias 22 e 29 outubro, o I Fórum Internacional de Inteligência Artificial e Eleições. Contando com palestrantes internacionais, o evento será mediado pelo presidente do Tribunal, desembargador Samuel Meira Brasil Júnior, e terá transmissão ao vivo pelo canal da Escola Judiciária Eleitoral no YouTube.

A realização do fórum foi uma iniciativa do desembargador Brasil Júnior, especialista no tema, com mestrado em inteligência artificial pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), idealizador do Centro de Inteligência Artificial (CorE-IA) do Tribunal de Justiça do estado, criado para atender às demandas do Poder Judiciário estadual e do Laboratório de Inovação e Inteligência Artificial do TRE-ES, que em seu primeiro ano contribuiu com dois produtos, Bel e Justifica ES – este último incorporado nacionalmente ao aplicativo do Tribunal Superior Eleitoral, o e- Título.

Para obter certificação, inscreva-se no Ambiente Virtual da EJE-ES

No dia 22 de outubro (quinta-feira), às 10h30, o palestrante será Henry Prakken, professor do Intelligent Systems Group do departamento de ciência da computação da Universidade de Utrecht e professor de Informática jurídica e argumentação na Faculdade de Direito da Universidade de Groningen (Holanda). Ele tem mestrado em Direito e Filosofia pela Universidade de Groningen e doutorado pela Free University Amsterdam. É ex-presidente da International Association for AI & Law (IAAIL), da JURIX Foundation for Legal Knowlegde-Based Systems e do comitê de direção das conferências COMMA sobre Computation Models of Argument.

No dia 29 de outubro (quinta-feira), às 9h, o convidado será Giovanni Sartor, professor de informática jurídica na Universidade de Bolonha e no Instituto Universitário Europeu de Florença (Itália). Doutor pelo European Unversity Institute (Florença), ele trabalhou no Tribunal de Justiça da União Europeia (Luxemburgo) e foi investigador no Conselho Nacional de Investigação Italiano (ITTIG, Florença). É ex-presidente da Associação Internacional de Inteligência Artificial e Direito.

Fonte: Agência CNJ de Notícias | Arte: TER - ES