Praça Ciríaco Ramalhete De Oliveira, 11 Centro - Guarapari - ES
(27) 3262 8380 [email protected]

TALK SHOW SOBRE PODER FEMININO INAUGURA COMEMORAÇÕES DO MÊS DA MULHER NO STJ

04 / 03 / 2021


Para dar continuidade à política de promoção da equidade de gênero, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e o Conselho da Justiça Federal (CJF) promovem, na próxima segunda-feira (8), o talk show O Poder é Delas: Desafios e realidade.

O evento inaugura uma série de ações organizadas pelo Programa de Participação Institucional Feminina no STJ – o Equilibra STJ – em comemoração ao Mês da Mulher.

A abertura do evento será feita pelo presidente do STJ e do CJF, ministro Humberto Martins. Para ele, a busca pela igualdade de gênero não deve se limitar à esfera do sistema de Justiça, pois tem efeitos multiplicadores e benefícios em todas as áreas. 

"É imprescindível garantir o protagonismo feminino dentro e fora do Poder Judiciário. O Dia Internacional da Mulher é a data perfeita para, somando nossas vozes, darmos destaque aos esforços e às ações que são desenvolvidas durante todo o ano no STJ e no CJF, objetivando sempre a defesa da equidade de gênero e o combate a todas as formas de violência contra a mulher", afirmou.

Histórias inspiradoras

No talk show, serão compartilhadas histórias inspiradoras de seis mulheres que fazem parte do sistema de Justiça, e debatidos temas como desigualdade, violência e participação feminina na sociedade.

Participarão do evento a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves; a ministra Delaíde Arantes, do Tribunal Superior do Trabalho (TST); a conselheira Tânia Reckziegel, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ); a conselheira Fernanda Marinela, do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP); a delegada Tânia Fogaça, da Polícia Federal (PF); e a vice-presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Alice Bianchini.

O debate será transmitido pelo canal do STJ no YouTube, a partir das 16h.

Programa Equilibra

O Equilibra STJ tem o objetivo de assegurar o equilíbrio de oportunidades entre homens e mulheres nas unidades do tribunal; propor políticas de valorização da mulher; prevenir ocorrências de assédio, violência ou discriminação; incentivar a participação feminina no ambiente institucional e promover ações de educação e conscientização.

Em 2020, a  Instrução Normativa 16/2020 trouxe nova regulamentação para o Programa de Participação Institucional Feminina no STJ.

Desde a sua criação, o Equilibra tem realizado eventos de capacitação com temas variados, que vão de rodas de conversa sobre saúde feminina, assédio moral e sexual, violência doméstica e discriminação, até debates que abordam aspectos como carreira, família e masculinidades.

Outras iniciativas de valorização do papel da mulher foram a criação da Ouvidoria das Mulheres, integrada à Ouvidoria do STJ, com o propósito de ser um canal de escuta ativa para as servidoras, e a promoção de eventos de sensibilização para a adesão dos servidores do tribunal ao Movimento ElesPorElas – HeforShe, da ONU Mulheres.

Fonte: Supremo Tribunal de Justiça | Foto: iStok